O Disco


Conto baseado em alguns fatos que aconteceram comigo... Usei ele para participar em um concurso. É apresentado um tema de "terror", mas acabou virando um pouco de "Suspense Nerd", ou algo do tipo. Ou sei lá também.

Anotações de um Técnico
Mas que coisa cabulosa. Lembro-me deste dia tão estranho, pelo menos pra mim. Eu sou um técnico de informática e trabalho em uma lojinha perto de casa. Não sou tão famoso quanto meus concorrentes, mas eu sempre faço o melhor que posso.

Recebi uma HP (Hewlett-Packard) para consertar, de um cliente que pouco sabia sobre informática, e então só me disse para salvar as fotos e os vídeos-aulas de pescaria que ele tinha e resolver o problema, porque a tela do Windows carregava e reiniciava. Cheguei a conclusão que provavelmente era um vírus. Coisa até que simples.

Falei para o cliente o que eu teria de fazer, copiaria os arquivos do HD para outra mídia que tenho e formatarei o computador, já que acessar o HD via Windows não dava certo. Falei o preço e ele aceitou. Montei então em uma mesa, pouco usada, o computador, juntamente com um monitor pequeno e velho, com um teclado USB e o mouse que uso em meu notebook. Às vezes economizo demais e tenho de fazer isso...

O gabinete era um pouco velho, tinha dois drive de CD, um de disquete, um HD de 80GB, uma AMD acho que Atlon XP e 512 de RAM. Só que um drive de CD estava desconectado. Provavelmente porque está velho, dava pra ver de longe que aquilo estava definitivamente fora de uso. Mas por que raios estava ali?

Afinal, não conseguia entrar mesmo no HD, por causa do vírus, falava que o HD tinha de ser formatado. Tentei outros métodos rápidos, enquanto o cliente observava tudo, e ele fazia o possível para não fazer muitas perguntas sobre informática. Falei pra ele que arranjarei um jeito.

Depois que o cliente saiu e disse fervorosamente que o computador dele está em boas mãos, recebi uma ligação. Ouvi uma, não, várias vozes dizendo números, cada voz para um número, e estavam em ritmos diferentes. Continuavam a repetir uma sequência de números, e quando o número terminava, dava uma pausa com um som inexplicável e iniciava novamente. Anotei o número, por mais que isso soasse um trote. 030366, a sequência de números. Achei isso totalmente bizarro e ignorei.

Passei umas noites trabalhando em acessar o HD, e então, consegui. Resolvi por curiosidade, conectar o cabo de energia no drive de CD antigo. Ele estava funcional. Cliquei em abrir o drive, porém só respondia com luzes, de cor vermelha, mas não abria. Fiquei um pouco assustado, estava acostumado com leds verdes piscando alegremente.

Tentei usar o método antigo, abrindo o drive com um clips, deixando em um formato reto. Consegui com sucesso. O disco era aparentemente normal, mas havia um CD lá. Não tinha nada escrito, era totalmente em branco. O drive tinha uma mola onde fazia que o local que inseria o CD fosse mais confortável, mesmo achando isso meio sem noção. Peguei o CD.

Inseri ele no meu notebook, desativando o autorun, que fazia o CD iniciar-se automaticamente. Inseri nele para talvez saber se foi esse CD que continha o vírus. Eu tenho Norton, posso dizer que estou confiante em questão à segurança.

Logo que inseri, deu pra ouvir um som que parecia que o CD estava girando rápido demais. Depois de um tempo, por mais que eu tenha desativado o autorun, minha tela ficou preta. E logo, apareceu uma penca de letras e números totalmente aleatórias, descendo várias e várias linhas da tela, até parar e do nada, pareceu que foi usado o comando cls, do MSDOS, que limpava a tela. Surgiu então uma janela nesse fundo preto, sem o cursor do mouse ativado, com o nome Insert Password (Insira Senha). Escrevi root, mas deu erro e parece que o notebook começou a agir estranho por dentro, como se alguma peça estava aquecendo demais. Tentei admin, erro outra vez, parece que pude ouvir alguma coisa estourando, achei que alguma coisa havia queimado... Parei um pouco, não queria ferrar mais o que eu já provavelmente teria feito. Parecia um sistema de acertar ou ir perdendo as coisas...

No momento estou escrevendo em um outro computador, de outro cliente. Acho que ele não se importará em eu estar escrevendo isso, afinal, eu posso mover o texto mais tarde. É, é uma coisa estranha, estranha até demais. Até agora também veio ninguém de fora. Acho que vou tomar um ar fresco.

Voltei. Não consegui desligar o notebook pelo botão, e tirar a bateria me soa arriscado. Tentei pensar mais um pouco e acabei lembrando daquela ligação estranha, peguei o papel e escrevi no notebook. 030366. Entrou.

Surgiu um monte de letras novamente... Só que ficavam alternando cores, mas as cores eram mais escuras e meio tristes... Não sei explicar bem, mas surgiu-me este sentimento estranho. Começou a soar um som que vinha do interior do notebook, som da placa mãe... Mas não ouço isso faz um tempo já, desde quando jogava Dave ou usava o Avira. O som tinha um padrão, mas não entendia. Era uma melodia, um pouco triste também. A tela de repente ficou totalmente vermelha, tomei um susto. Surgiu letras em preto, totalmente parecido com a famosa Tela Azul da Morte, despejo de memória e essas coisas, só que as letras eram digitadas. No final, terminou com três pontos e piscava, apareceu quebras de linhas e ficou piscando... Parecia que estava esperando por algo...

Tentei digitar help, para visualizar os comandos. Fui logo respondido por No one can help you now (Ninguém pode te ajudar agora). Estou começando a sentir medo. Escrevi shutdown, comando para desligar o computador. O computador desligou. Que alívio...


-----------------------//-----------------------


Dia 28 de Fevereiro de 2009
Não entendo quem escreveu isso tudo aqui, recebi meu PC da loja ali do carinha dizendo pra procurar um outro técnico, e nem vi o cara mais. Pra onde será que ele foi? Ouvi umas zoeiras de que ele acabou sumindo junto com o notebook dele.

O último cliente dele, de acordo aqui com a revista, era como se fosse um cliente qualquer com um problema qualquer. Não sei, mas será que o carinha que escreveu esse texto zoado aí é o mesmo que sumiu? Se bem que, as informações batem.

Estou passando esse e-mail para um amigo meu que entende um pouco de informática, mas mora longe daqui, por isso que não passei o PC pra ele. Joguei no Google sobre No one can help you now. E 030366. Encontrei nada de tão diferente assim.

Posso fazer nada a respeito, tenho só 13 anos... Só espero não receber esse CD.

Meus pais estão de viagem, então preciso tomar conta da minha mana e de mim mesmo.


Dia 5 de Março de 2009
Mas o quê?! Encontrei aqui em frente de casa uma caixa que tinha um notebook com uma parte dele meio fora do lugar ou algo assim, não sei explicar bem, parece que ficou deformada. Eu que não vou ligar isso.


Dia 6 de Março de 2009 (tarde)
Caracas. Minha irmã pegou o notebook. Não sei o que está acontecendo, mas ela está trancada no quarto dela... Eu devia ter jogado isso fora! E agora?!
Tentamos abrir a porta com a chave mestra, mas não deu certo, parece que ela fechou com alguma outra coisa... Nem à força dava pra abrir...


Dia 6 de Março de 2009 (noite)
Chamei a polícia. Estou ficando preocupado com ela, por mais que ela tenha me irritado por toda a minha vida, e pensar que ela tem 14 anos. A polícia teve de chamar os bombeiros para usar equipamentos de força.


Dia 7 de Março de 2009 (madrugada)
Estou acordado até agora. Agora estou pensando sobre o notebook, será que era o mesmo? Por que ele viria para cá? Ai ai, estou confuso! E ainda mais que... Já volto, parece que conseguiram alguma coisa.
Não acredito... Ela sumiu. E o notebook também. As janelas estavam intactas, mas estava trancada por dentro, então logicamente seria impossível alguém destrancar algo por fora que é trancável por dentro... Que coisa está acontecendo?!


Dia 7 de Março de 2009 (manhã)
Não consegui dormir. Não... Não consegui dormir. Continuo pensando nela, no notebook e nessa história. …

Dia 9 de Março de 2009
Meu amigo me enviou um e-mail dizendo que recebeu uma caixa com um notebook com uma parte meio estranha. Ele não ligou e deixou na caixa, mas disse que isso poderia ter coisa a ver com a história... Perguntei pra ele se ele tinha mais algo, mas não retornou o e-mail.


Dia 10 de Março de 2009 (tarde)
Ouço relatos que o meu amigo sumiu também. E que o notebook foi encontrado em uma outra casa, que é de um primo dele, porém ele nem se quer tocou no notebook, viu a caixa e sua mãe deixou em um canto onde ninguém possa pegá-lo.
O menino não ousou a tentar pegar.


Dia 10 de Março de 2009 (noite)
O menino não, mas o pai dele sim... O notebook foi encontrado no sítio do primo, ele não sabe do que se trata, então fez nada e o deixou num canto.


Dia 11 de Março de 2009
Decidi. Vou procurar sobre isso diretamente na fonte... Adeus...


Final
O jovem garoto, em busca das respostas de toda situação que ocorreu com ele, com sua irmã, com o seu amigo e com o técnico, foi procurar o notebook e acessá-lo de acordo com o que o técnico descreveu. Porém nunca soubemos se ele realmente conseguiu encontrar o notebook.

Dizem, alguns moradores da cidade local e de cidades vizinhas, que viu o garoto andarilho, mendigando e aparentemente com algum transtorno mental, demonstrando loucura e obsessão de algo. Ele retrucava que não estava louco, que seu desejo era encontrar um objeto que sugou sua curiosidade sobre a verdade e a chance de recuperar o que havia perdido há um tempo atrás.

Quando seus pais voltaram de viagem, ficaram totalmente abismados a respeito sobre isso, e criaram uma campanha para procurar os filhos, e se possível, e encontrar o notebook. Porém tudo isso foi em vão, não encontraram. Apelaram até para organizações mundiais, mas estes não acreditaram na ideia e acharam que eles, os pais, estavam delirando por beberem muito, ou por alguma droga, ou por algum outro motivo, mas que não era verdade. Eles desistiram e não se sabe se separaram ou resolveram tentar esquecê-los, tentando ter novos filhos.

A família do técnico fez o mesmo. Porém sem sucesso. Como também a família do amigo do garoto. Tudo sem sucesso. Ninguém poderia salvá-los agora, ou talvez então, nunca.

Sobre o menino que fez nada a respeito, ele acabou ligando e utilizou o notebook por 5 noites seguidas trancado em seu quarto e após, desapareceu como as outras ocorrências.

Acredita-se que o garoto ainda esteja vivo, de acordo com os cálculos. Supondo que ainda não fora encontrados os corpos, então eles podem estar vivos e estariam em algum lugar.

Depois de tudo isso, eu não acho que o garoto estava louco ou algo assim. Ele queria ser o que ninguém poderia ser. Ele queria ser aquele que poderia salvar os quem foram sugados pela suposta verdade que ninguém poderia salvá-los.

Assim eu escrevo como jornalista no Editorial do jornal da cidade.

Compartilhe:

3 comentários:

  1. Primeiro o "Anel De Ferro", agora "o Disco"... Contos eróticos do doug hahahah zuera!
    gostei do conto, so um detalhe, acho q nao existe o comando clean do MS-DOS e sim 'cls', e eu ACHO que se fala drive de CD, não driver, que seria akeles troços que a gente instala pra poder funcionar o hardware.
    mas está muito bom, continue assim!

    ResponderExcluir
  2. Oh loco Lich, HUEAHEUAhueaHUhUEA.

    As partes do "clean" e "driver" foram vacilos meu. Já editei a postagem.

    Valeu!

    ResponderExcluir
  3. Vacilo não, so nerd mesmo pra ver isso huahuah

    ResponderExcluir

Hey! Se quiser, comenta aí!